Entrevista do site Sega-16 com os produtores do novo Splatterhouse, traduzida!

junho 21, 2008 at 11:36 pm 2 comentários

por maxi

A poucos dias, o site Sega-16 realizou uma entrevista com Dan Tovar e Mark W. Brown, os produtores responsáveis pela volta de Splatterhouse, a célebre série de horror da Namco que ficou tanto tempo esquecida. Eles acabaram revelando alguns detalhes interessantes que ainda não haviam vindo à tona por parte da imprensa (graças aos entrevistadores, que são fãs dos jogos). E como a entrevista estava toda em inglês, eis que trazemos a vocês ela traduzida para a nossa língua. Acompanhem:


Sega-16: Como veio a decisão de revisitar a franquia Splatterhouse? Já se passaram 15 longos anos!

Namco Bandai: A série Splatterhouse esteve dormente por um longo tempo. Existe uma nervosa base de fãs por aí que ainda ama a série. Nós queremos ter a certeza de que não apenas os fãs old school poderiam se envolver com o jogo, mas novos jogadores também. É por isso que nós decidimos começar do nada e explorar a origem de Rick e sua complicada relação com a Terror Mask. Nós também queríamos focar mais no Dr. West e sua arrepiante mansão dos horrores. Com a tecnologia de hoje nós realmente podemos chegar nos detritos de onde nós sentimos que a série poderia ter chegado.

Sega-16: O quão difícil vocês acharam traduzir a tradicional jogabilidade 2D de Splatterhouse para uma moderna ambientação 3D? Muitas franquias não foram bem-sucedidas, e a passagem de duas gerações de hardware ficaram sujas com essas tentativas (Bubsy, Earthworm Jim).

Namco Bandai: Em seu coração, Splatterhouse é pancadaria – uma ultra-violenta e sangrenta pancadaria – mas ainda sim uma pancadaria. Isso faz, de alguma maneira, ficar mais fácil de decidir como a jogabilidade e as características poderiam ser quando você sabe em que você precisa focalizar. Então o design inteiro gira em torno do combate e da sanguinolência. Nós queremos fazer com que lutar contra aqueles horríveis monstros seja o mais divertido possível, tendo certeza ao mesmo tempo de que tem fluidos voando em todo lugar, e não apenas sangue. Nós realmente estamos partindo de algumas obscenidades com nosso splatter. Estamos brincando com todos os tipos de cores e consistências. Estamos focalizando para que as pessoas possam quase farejar o quão desagradáveis as coisas parecem na tela. Isso é o quão absorvidas elas devem se sentir.

Sega-16: Os dois primeiros Splatterhouse estrelavam um Rick humano usando a máscara. Na terceira parte, ele podia se transformar em um brutamontes bestial similar ao que ele está parecendo neste novo capítulo. Ele parece grande o tempo inteiro agora. O velho e regular Rick vai ter uma parte da jogabilidade, ou ele vai esmurrar os mortos apenas em sua forma Hulk?

Namco Bandai: No jogo, Rick sempre foi um cara grande. Olhe para os seus braços! Quando ele está usando a máscara, Rick pode fazer monstros explodirem quando ele acerta eles, e isso é de alguma forma aquilo em que queríamos focalizar… e não apenas sua forma física. Quando o time de arte da BottleRocket estava designando o novo visual de Rick, eles tiraram um monte de inspiração do trabalho do artista Simon Bisley. Biz desenha personagens que realmente parecem poder arrancar a cabeça de alguém com um soco. Existe um inegável senso de poder. Isto realmente mexeu com o time e vai estar na jogabilidade, também.

Sega-16: Que elementos da jogabilidade presentes no modo berserker da versão do Genesis vocês sentiram que deveriam ser incluídas e expandidas para esse novo jogo?

Namco Bandai: SplatterKills! Para alguns de nós, a coisa mais satisfatória da jogabilidade dos jogos originais era pegar um 2×4 (N.E.: o pedaço de pau) e bater em alguma coisa até que se transformasse em pequenos pedaços de algo indefinível. Com a tecnologia de hoje chegando ao que é, nós realmente sentimos que poderíamos levar isso a um excitante novo nível. Vai haver muitas maneiras para o jogador explorar essa parte do jogo agora. As armas são inerentes a essa idéia. Enquanto nós queremos que Rick esteja com as mãos muito, e nós queremos dizer MUITO, próximas aos inimigos, ele também vai ser capaz de agarrar armas em torno do ambiente. Estas serão instrumentais ao combate. Mas de novo nós queríamos fazer alguma coisa nova com a idéia. E foi aí que tivemos a idéia de usar pedaços dos inimigos como arma. Agora Rick vai ser capaz de extrair o braço de um monstro e manejar como um bastão de Baseball, ou extrair uma cabeça e lança-la contra um inimigo do outro lado da sala.

Sega-16: Existem um monte de referências aos jogos mais velhos, como o 2×4 e muitos inimigos clássicos retornando (N.E.: o chefe com mãos de moto-serra, que foi confirmado pela EGM), o que pode fazer os fãs da série muito felizes. E sobre o design das fases? Vamos ver alguma homenagem às instâncias passadas de Splatterhouse ali?

Namco Bandai: A mansão é obviamente uma grande parte da série, assim como Rick e a máscara também são, isso é um fato. Nós não queremos revelar nossas surpresas, mas vamos falar que vocês verão algumas coisas familiares e algumas referências aos jogos mais velhos em nossas fases, mas sempre olhando como aqueles jogos já possuem agora 15 anos de idade; a diferença do 2D para o 3D é muito áspera.

Sega-16: Falando das fases, o uso da engine de física Havok sugere que você vai realmente partir para cima dos inimigos e realmente usar o ambiente contra eles. Apenas quanto do potencial de destruição está ali? Eu quero rasgar o lugar ao meio!

Namco Bandai: Você absolutamente vai ser capaz de rasgar os lugares ao meio. Será capaz de lançar os inimigos a objetos destrutíveis e assistir eles se despedaçarem. Será capaz de destruir coisas até vários graus de detritos. Também existirão armas que serão formadas de bagulho destruído.

Sega-16: O novo sistema de regeneração de vida é realmente interessante, e parece uma refrescante mudança para a já velha e cansada barra de energia que nós usávamos. Ele vai ter alguma influência na jogabilidade? Por exemplo, Rick perdendo um braço afetará as partes de plataforma do jogo de alguma forma, ou o dano do corpo será apenas cosmético?

Namco Bandai: Haverão algumas conseqüências se Rick perder um braço. Suas habilidades serão mais limitadas até que ele possa se curar. Se ele perder ambos os braços, suas opções serão severamente limitadas e seria uma provável boa idéia voltar e regenerar um pouco. Nós também estamos realmente excitados com esse sistema. Ver o braço de rick crescendo de volta em tempo real enquanto você está correndo em volta da fase é realmente legal de assistir.

Sega-16: Com o progresso da série, a máscara foi parecendo menos e menos com uma máscara de hockey, e agora mais que nunca ela se assemelha a uma caveira. No entanto, ninguém realmente explicou de onde ela veio. Dessa vez nós finalmente vamos ver sua origem revelada?

Namco Bandai: Ficcionalmente falando, quando a máscara foi criada, o hockey ainda não havia sido inventado. Tem também o fato de se parecer um pouco demais com outro personagem por aí (N.E.: eles realmente ainda tem medo de serem processados pela Paramount). Para a origem, nós gastamos um monte de tempo discutindo as origens de todas as coisas diferentes, que caracterizam Splatterhouse, com nosso escritor, Gordon Rennie. Nós não estamos ignorando a existência de quaisquer mitos, mas Gordon é um escritor extremamente talentoso, e ele está cozinhando um monte de surpresas para o novo jogo. E é claro, nós não sonharíamos em revelar aqui!

Sega-16: Apenas mais uma coisa, alguma chance de nós vermos um novo Rolling Thunder?

Namco Bandai: Qualquer coisa é possível. Apenas o tempo dirá!

Confiram a entrevista na íntegra e em seu idioma original no site Sega-16: http://sega-16.com/feature_page.php?id=347&title=Interview:%20Namco%20Bandai

Anúncios

Entry filed under: Previews. Tags: , , .

Tekkaman e Batsu confirmados em Tatsunoko vs Capcom WarpFeed! Assine nosso novo FEED!

2 Comentários Add your own

  • […] – Você já sabia! 24 06 2008 É, dessa vez o Warpzona chegou atrasado. Ao contrário da entrevista traduzida sobre SplatterHouse ou sobre a aparição de Kratos em Soul Calibur 3, os warpers demoraram demais para dar esa […]

    Responder
  • 2. ANDRÉ  |  janeiro 13, 2010 às 6:51 pm

    SPLATTER HOUSE É PANCADARIA E VIOLENCIA? É POR ISTO QUE ESTE JOGO ESTA UMA MERDA!, UM GRANDE E RIDICULA MERDA, ABUSARAM NA MECANICA, E DESTRUIRAM O SAGRADO DESIGN MACABRO DO PERSONAGEM, DAS FASES, DOS INIMIGOS, DOS BOSSES, E PROVAVELMENTE (ESSENCIALMENTE) DO SOM, ESSE JOGO SE REZUME A PANCADARIA, E NADA DA VERDADEIRA IDENTIDADE DO ANTIGO CLASSICO, É UMA AFRONTA AOS VERDADEIROS (VERDADEIROS) FÃS DA SERIE…SH NUNCA FOI APENAS SANGUINOLENCIA, É UMA HISTORIA E UM VISUAL UNICO, QUE NAO VEREMOS NESTE JOGO, CADE O VERDADEIRO RICK? QUEM É ESSE SKATISTA DE SHORT JEANS E ALLSTARS? CADE OS VERDADEIROS MONSTROS? QUEM SÃO ESTES ALIENS FUOSFLORECENSTES? E AQUELE GORDO RIDICULO COM SERRA ELETRICA NOS BRAÇOS, QUE MERDA É AQUELA? QUEM É O DESIGNER DESTA PORRA DE JOGO?

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


warpfeed

WarpStats

  • 559,692 hits

Warptwitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: