Review Especial: Resident Evil Degeneration | DVD

maio 4, 2009 at 12:01 am 8 comentários

Por Barry Burton

Que os filmes estrelados por Milla Jovovich nada têm a ver com a série, todos já sabem. Afinal, de onde tiraram que os protagonistas de Resident Evil têm poderes psiônicos? Que possuem habilidades acrobáticas que fariam Neo, de Matrix, ficar com inveja? Que Nemesis é um bebê chorão? E que o mundo acabou?

Discutir adaptações de videogames para filmes, ou melhor, de qualquer mídia para outras mídias, é assunto para mais de metro. Alguns diretores excepcionais, como Hitchcock ou Coppola, conseguem adaptar com maestria a essência do material original e traduzi-las para os limites cinematográficos, podendo, em alguns casos, até ser consideradas superiores a fonte, como Disque M para Matar – antes, uma peça teatral – e Drácula, de Bram Stoker – um livro.

No âmbito videogames para filmes, contudo, não houve um exemplo que pudesse ser considerado um filme que mereça estrelar em listas de “melhores do mundo”. Alguns chegaram perto, no nível artístico e no clima, como Silent Hill e Mortal Kombat, embora ainda pequem com excessos de linguagem e arbitragens no roteiro (alguém aceita aquele culto e o massacre trash do final de SH?).

Pois quando foi anunciado que a própria Capcom estaria fazendo um filme de Resident Evil, totalmente em computação gráfica, estrelando dois personagens do jogo – Leon e Claire -, muitos, como eu, viram a esperança de algo mais próximo da experiência do jogo.

Mas claro que isso é impossível. Afinal, o que nos atrai em um game é algo que o cinema não tem: a interatividade. Mesmo que sigamos por um caminho pré-estabelecido pelos game designers, a ilusão de que fazemos parte da história e que mudamos o mundo ao nosso redor não pode ser reproduzida em nenhuma outra forma de arte. O que sobra é o feeling, o carisma e a ambientação.

Ora, Resident Evil, separado de sua interatividade – talvez seu único atributo que passe tensão ao jogador – não passa de uma história ruim. Confusa, e ruim. Também sem um objetivo definido, e ruim. E, acima de tudo, ruim. Sim, sua arte é maravilhosa, principalmente se levarmos em conta o remake de Game Cube e a sua quarta versão. Carisma também tem de sobra, com personagens agradáveis de se olhar e acompanhar, mesmo que às vezes sejam rasos, sem-sentido ou inconsistentes (Wesker, estou falando de você).

Como esse trailer pode comprovar, eu estava certo: o filme é exatamente o que eu havia previsto. Assim como seus jogos, tem uma história sofrível, cheia de clichés e ligações absurdas entre os fatos e personagens, nenhum clima de terror e com uma qualidade gráfica duvidosa.

No entanto, é divertido.

Sim, pra quem gosta de Resident Evil, como eu, é um filme que vale a pena. Não, não há nenhuma ligação direta com nenhuma das histórias dos jogos, sendo um “capítulo” a parte, com personagens novos e velhos, e leves referências a cenas específicas, como no reencontro entre Claire e Leon.

Mas é reconfortante ver que foram fiéis ao espírito original da proposta, que não tentaram inventar muito em cima do que já foi feito na série, e que respeitaram os personagens. Não gostei muito da forma que Leon se mostra “gostosão”, perdendo a inocência do segundo jogo e o deboche do quarto, mas ainda assim podemos olhar pra ele e dizer que é o Leon.

Ou melhor, mais ou menos, porque, dentre todos os bonecos, ele é o mais mal-feito, e fico aqui imaginando o porquê. Seu rosto está péssimo, parece um japonês que acabou de acordar levando uma livrada na cara, e sua postura dificilmente muda, passando a maior parte do tempo estático como um armário. Aliás, até parece que ele tem rodinhas e é empurrado por alguém durante o filme inteiro.

Outra ponto fraco do filme é sua falta de monstros, apenas dois: zumbis e o último inimigo, o qual, inexplicavelmente, assume uma forma similar a de William, do segundo jogo (quem jogou sabe o motivo do olho ter vazado para o ombro).

Se por acaso você gosta da série, e não se incomoda de ver um filme mediano de quando em quando, pode assisti-lo sem medo. Você irá rir alto com algumas absurdidades, como a ligação da militar gostosona com o terrorista, ou com a arquitetura do prédio final, mas está tudo lá que irá deixá-lo com um gosto bom na boca: Claire salvando uma menininha enquanto Leon se atrapalha com uma pretendente; contagem de tempo para a derrota do último chefe; zumbis aloprando pessoas idiotas… ou seja, tudo que se espera de um capítulo da série. Só não pense que o filme será bom.

PS: salvo um parágrafo especial para os bônus do DVD, que, dentre várias outras coisas legais, conta com um hilário “reddub”, no qual os atores pegam cenas específicas e as redublam para dar outro significado. Assista!

Anúncios

Entry filed under: Outras Mídias, Warp Reviews. Tags: , , , , .

Primeiras imagens de Soulcalibur: Broken Destiny Remake de Turtles in Time em movimento

8 Comentários Add your own

  • 1. Intentor  |  maio 4, 2009 às 2:42 am

    Caro Barry!

    Concordo plenamente com suas observações.

    Mesmo problemático e, “ruim”, o filme é legal! (paradoxo detected!)

    Responder
  • 2. Num  |  maio 4, 2009 às 8:05 am

    Assisti o filme, e minha conclusão é que meu pagamento é bom demais.

    (só vendo os extras para entender…)

    Responder
  • 3. Lonios  |  maio 4, 2009 às 5:49 pm

    Concordo mas um daqueles ”bom mas poderia ser melhor!”
    Mas pelo menos fizeram algo para tirar aquele pessimo clima que os filmes deixaram :P

    Responder
  • 4. Kaka  |  maio 4, 2009 às 7:49 pm

    Ah, poxa vida, eu tinha um review enooooorme sobre esse filme que no qual eu estava trabalhando faz quase um mês e iria postá-lo na quarta. Até falei sobre esse review com o Ryunoken e lá no Warpgirls :| Arf, Barry, isso é perseguição!
    Bem, o jeito é jogar meu trabalho no lixo. :(
    Enfim, sobre o seu review, concordo com quase tudo. A exceção é parte que você disse que o filme não tem relação com nenhuma das histórias do jogo. Eu percebi justamente o contrário! Pelo que eu vi, o filme faz um link entre as histórias de RE 4 e RE 5. Sutilmente, com uma referência aqui e outra ali, mas faz.
    Aproveitando que você cita Matrix no inicio do texto, Leon foi interpretado por Keanu Reeves. Isso explica tudo, não? :~
    No mais, os extras ficaram muito engraçados!

    Obs.: Você não tá trabalhando em nenhum review pra Wii atualmente, está? :(

    Responder
  • 5. Rafael "Barry" Ventura  |  maio 4, 2009 às 8:58 pm

    Oi, Kaka!

    Bom, eu não vejo mal nenhum em você postar seu review, também. Acho até legal, tipo um “another take”. Lá na sessão reviews, vai ter dois, um por mim e outro por você. Se você postar essa semana mesmo vai até ficar mais interessante, na minha opinião.

    Mas que estamos com uma telepatia bagunçada, estamos, hahaha!

    O que eu quis dizer sobre falta de ligações foi com relação a uma história que se passasse durante um dos jogos. E o Leon não foi interpretado pelo Reeves, não… foi pelo Paul Mercier, o mesmo que dublou sua versão no RE4.

    E de Wii… estou! Smash! =D

    Responder
    • 6. Kaka  |  maio 4, 2009 às 10:11 pm

      Barry, isso do Keanu Reeves foi uma piada com a falta de expressões – ou, no caso, a expressão única – do Leon no filme. :P
      Sobre postar meu texto como “another take”, o EdSom sugeriu isso por e-mail e eu respondi por lá.
      E, ufa, meu review de Wii não é de Brawl. :~~

      Responder
  • 7. Tottou  |  maio 4, 2009 às 9:49 pm

    Leon por Keanu Reeves is so fkin tr00 ! DX
    E de acordo, o filme é bacana pra todos que gostam da série, agora negros não-REgamístecoz irão ter gasturas.
    E os extras foi o ponto forte do DVD >D~

    Responder
  • 8. Freedom  |  maio 5, 2009 às 2:52 am

    ótimo review Barry, tive a mesma visão que vc…ele é fraco, com um roteiro ruim, sem profundidade alguma…mas diverte, é massa véio ao extremo, mas diverte quem gosta de ação é fã da série ora bolas!

    e se eu não me engano, Degeneration tem sim ligação com RE5, ou estou enganado?

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


warpfeed

WarpStats

  • 560,524 hits

Warptwitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: