Velhos bons tempos

junho 26, 2009 at 1:29 pm 6 comentários

por Toe Jam

O tempo passa, o tempo voa, e a coluna Velhos Bons Tempos continua numa boa…

Se você entendeu a referência acima, certamente tem saudades do tempo em que problema era o nome das questões de matemática. E estes bons tempos são revividos aqui, no WarpZona, através da coluna dos gamers das antigas.

Na terceira e última parte da série que mostra como acompanhar a vanguarda da tecnologia dos games, ou mesmo estar à frente dela, sem ter nascido em berço de ouro, vamos acompanhar a descoberta da realidade virtual!

Continua após o salto.

Meninos do buchão

Ainda na era dos 16-bits, já cansados do simulador e de sua versão tridimensional, eu e meus irmãos recorremos ao último recurso para acompanhar os novos jogos: pescoçar em locadoras.

Ao menos uma vez ao dia, seja depois das aulas, seja no início da noite, ficávamos assistindo os felizardos que tinha acesso a algum dinheiro jogar suas partidas. Hora ou outra a gente dava uma dica (conhecíamos quase todos os games de cor e salteado), e em algumas situações jogávamos alguns minutos quando alguém tinha dificuldade em algum trecho ou quando um amigo convidava.

Fizemos algumas grandes amizades nesta época. E como sabemos, o terceiro melhor acessório que um jogador de videogame pode ter é: amizades e irmãos. Ríamos e se divertíamos aos montes, e quando não estávamos jogando, conversávamos sobre os jogos. Coisas de meninos do buchão.

O machado de ouro

Um dos jogos que mais me despertava a imaginação nesta época de locadora era o Golden Axe, para Mega Drive. Nele, o bárbaro Ax Battler, a amazona Tyris Flare e o anão Gilius Thunderhead buscam vingança contra o tirano Death Adder, que havia raptado a família real e se apossado do lendário Golden Axe.

O clássico Golden Axe, para Mega Drive

O clássico Golden Axe, para Mega Drive

Eu me perguntava: por que eles querem vingança? Segundo a história do jogo, as forças de Death Adder foram responsáveis pelo assasinato dos pais da amazona, a mãe do bárbaro e do irmão-gêmeo do anão. Mas as respostas só suscitavam mais perguntas: se o anão consegue oferecer resistência, porque seu irmão-gêmeo não conseguiu? Se mataram os pais da amazona, porque mataram apenas a mãe do bárbaro? Ele era órfão de pai? E porque apenas os três decidiram a se opôr ao tirano? Os outros cidadãos também não sofreram seqüelas com a invasão? E a guarda real, onde está?

 

A amazona Tyris Flare

A amazona Tyris Flare

Mesmo sendo um bom jogo, que nos proporcionou bons momentos de diversão, eu sempre ficava com aquelas questões na cabeça. Até que um dia minha mãe veio com a solução.

O livro

Minha mãe tinha chegado do trabalho com um livro enorme, encadernado em espiral, e me entregou, dizendo: “Trouxe para você!”. Eu fiquei sem entender, porque não havia pedido livro algum. Ela explicou: “Uma colega do serviço pediu para copiar este livro para o filho dela. Como eu vi que falava de jogos, achei que você ia gostar e te trouxe uma cópia também.” Folhei o livro, e o título já me deixou encafifado: GURPS.

Ax Battler no Game Gear

Ax Battler no Game Gear

Comecei a ler e não parei mais, entrando noite a dentro. A leitura de um livro de regras de um RPG mexe com a imaginação de qualquer um, e estimula a criação de histórias e mundos fantásticos a partir apenas de lápis, papel e dados. Agora eu poderia vivenciar quaisquer mundos, com qualquer número de personagens, sem limites!

Tinha acabado de descobrir a realidade virtual, e não gastaria praticamente nada para ter acesso à ela…

Vô atacá!

Naturalmente, meus irmãos e meus amigos se empolgaram imediatamente com o novo brinquedo, que em muito superava as soluções anteriores. Nas férias escolares daquele ano, Krycov (o do Warp TV), Minduim (o irmão da Toinha) e o nosso amigo da primeira coluna, o convicto, começamos uma campanha de Golden Axe, mestrada por mim. Krycov representava o anão, Minduim o bárbaro e o nosso amigo a amazona. Ele marcou época porque, sempre que tinha um combate na história e eu perguntava a ele o que ele iría fazer, a resposta invariavelmente era: “Vô atacá!”…

O anão Thunderhead

O anão Thunderhead

O vício foi tanto que eles me acordavam às 7:00 da manhã e íamos para a casa do Krycov, onde jogávamos até 6 da tarde. Eu voltava para casa, jantava e escrevia até duas da manhã as aventuras que viveríamos no dia seguinte, abordando as motivações de cada personagem, a reação do povo das vilas, da guarda real, enfim, dando respostas às questões que me perseguiam. Foram 30 dias muito bacanas e divertidos.

A brincadeira acabou porque, além do fato das férias estarem terminando, em certa ocasião de tão cansado deixei a janela do quarto aberta, e a chuva estragou todas as minhas anotações e planilhas de personagens…

Saudades dos bons tempos

Hoje, mais velhos e com mais responsabilidades, já não podemos reviver as aventuras de Golden Axe e muitas outras campanhas que fizemos desde então. Minduim já não mora mais no Brasil e eu, Krycov e nosso amigo já moramos em cidades diferentes. Mas, se fosse possível, queria adaptar o meu velho simulador para escrever um “GURPS F1” e mestrar uma campanha para meus amigos e irmãos.

Por este motivos, dentre outros, é que a coluna chama-se Velhos Bons Tempos

Entry filed under: Mondo Retro, Velhos bons tempos. Tags: , , .

Dólar ou rupee? Warp-homenagem: um astro que se foi

6 Comentários Add your own

  • 1. Krycov  |  junho 26, 2009 às 1:53 pm

    WWWWOOOOOOOOOWWWWW!!!!!!
    Snif Snif…. bons tempos… bons tempos… Old friend como eu fiquei sabendo o senhor concluiu as suas atividades academicas na UnB… (parabens!!! espero q o senhor não se meta em mais uma dessas… acho q chega né?) Vc sabe q andei adquirindo um material de RPG ai… estou com o D&D 3ª ed completa aki + um suplemento de cammpanha do Ravenloft fora akeles q vc sabe q eu tinha… o GURPS Artes Marcias e o GURPS Fantasy… e pretendo adquirir alguns outros titulos D&D para fechar uma pequena coleção particular para o meu deleite e tmbm ficar de erança para a minha prole… Bem… sem mais rodeios… a algum tempo venho conversando com o Ryunoken e planejando voltarmos a jgr um RPG… de leve… mas voltar… não precisa ser uma coisa frenetica como antigamente… nada de 30 dias seguidos de pura adrenalina… pode ser a cada duas semanas ou uma vez por mês… numa sexta a noite ou num sabado a tarde… ou domingo a tarde… o q fica legal pra tds… tenho ja alguns voluntarios dispostos… como o Maluko Lord of de kandas o Convicto Vo atacar!!! o Ryunoken e eu mesmo…já é um grupo bem bacana e traquilo… aposto q o Dudão toparia tmbm.. se combinados desta forma acho q daria para nos reunirmos… e nem me venha com essa de cidades diferentes…. tds q sitei praticamente moram em 4 lugares diferentes… contato cm vc claro.. rsrsrs

    AH!!!! belo post

    Fuiii!!!!

    Responder
  • 2. maxi2099  |  junho 26, 2009 às 4:48 pm

    Sabiam que o Ax se chamava Tarik na versão de master e voltou a ter esse nome agora com o jogo novo?

    Responder
  • 3. EdSom  |  junho 26, 2009 às 4:57 pm

    maxi,

    esta versão de Master a que você se refere é o Golden Axe Warrior?

    Responder
  • 4. maxi2099  |  junho 26, 2009 às 11:49 pm

    Não, o Golden Axe normal do master, bem feito pra burro mas que só dava pra jogar de um. Inclusive essa versão é a que tem o melhor final.

    Responder
  • 5. EdSom  |  junho 27, 2009 às 2:05 am

    Verdade, me lembrei deste. Era bem feito mesmo.

    Responder
  • 6. Minduim  |  outubro 27, 2009 às 5:48 pm

    Rapaz o que é isso, que saudade lascada que bateu, sei que o post é antigo mas só fui ler agora e bateu uma nostalgia danada, bons tempos aqueles hein. Essa aventura foi a mais divertida que jogamos, pelo menos na minha opinião. Teve o supers que foi muito bom tb.
    Muitas saudades dos amigos de RPG, quem sabe um dia não jogamos algo parecido juntos novamente.
    Abração galera

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


warpfeed

WarpStats

  • 552,055 hits

Warptwitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: