[ATUALIZADO] Video Games Live em Belo Horizonte!

outubro 1, 2009 at 4:00 pm 10 comentários

Por Barry Burton e Luna Ishtar

Ontem, dia 30/09/2009, ocorreu pela primeira vez em BH (Bahia Belo Horizonte) o Video Games Live, popularmente conhecido como VGL.

Pra quem ainda não sabe o que é, trata-se de uma orquestra com badulaques extras como guitarra e bateria que toca uma seção imensa de trilhas de videogames, tendo como um dos organizadores Tommy Tallarico – que tem no currículo “coisinhas” como a trilha de Earthworm  Jim e o design de som de Metroid Prime.

Após a entrada não menos triunfal da Abreu Project, banda de rock mineira especializada em temas de clássicos como Mega Man, Chrono Trigger e Top Gear (esperem uma entrevista com um dos membros para breve), e uma singela homenagem a Michael Jackson, o show já começa em alto estilo com um medley de Castlevania.

Abreu Project – vídeo por Bagoh

Homenagem ao Michael Jackson – vídeo por ricardjones


Medley de Castlevania – vídeo por MariAlice346

Confiram mais alguns vídeos selecionados pelo WarpZona logo após o salto, incluindo surpresas como Chrono Trigger, Silent Hill 2, Mega Man e Metroid!

Logo depois, algo inesperado: pela primeira vez na história da VGL, foi tocado o tema de Silent Hill 2, simplesmente uma das melhores músicas de todos os tempos, pelo próprio Tallarico em sua guitarra (com uma Triforce devidamente desenhada, claro). Sim, estrearam uma música em seu repertório aqui em BH! \o/

Silent Hill 2 – vídeo por nienna666

Outra música que nos pegou de surpresa foi a de Shadow of the Colossus, que por algum motivo obscuro usou um teclado ao invés do coral. Mas ainda assim foi sensacional!

Shadow of the Colossus, incompleto – vídeo por dsafian

Sonic também marcou presença, após um longo pedido de desculpas de Tallarico por tê-lo deixado de fora no último ano.

Medley de Sonic – vídeo por dsafian

E finalmente, após milhares de pedidos, Tallarico tocou no Brasil o tema de um dos jogos mais aguardados no show: Metroid. Estranho não ter tocado antes, afinal, ele mesmo trabalhou na série Prime.

Medley de Metroid – vídeo por darkdragonlordx

Uma das mais belas surpresas foi a presença no palco de ninguém menos que Laura “Flute Link” Intravia (a quem vocês, fiéis leitores do WZ, já conhecem), fazendo uma performance exclusiva para o público brasileiro. Em seguida, o rearranjo dos temas de Zelda do próprio show (Barry: particularmente, não curto muito esse arranjo | Luna: mas eu chorei XP)


Laura “Flute Link” Intravia – vídeo por Bagoh

Medley de Zelda – vídeo por dsafian

Norihiko Hibino, compositor de Zone of Enders e Metal Gear Solid (e MUITO mais competente do que o clichezento Harry-Gregson Willians), apareceu no palco para tocar ao vivo, no saxofone, o tema de Metal Gear Solid 3. E, por mais incrível que pareça, ele não fala em engrish!

Norihiko Hibino tocando o tema de MGS3 – vídeo por dsafian

O tema de God of War levou a testosterona dos machos no público ao extremo (é sério, só se ouvia vozeirões… será que Kratos mexe tanto com a imaginação dos homens assim? XD) – o oposto de quando Kingdom Hearts foi anunciado, no qual todas as garotas gritaram para dizer que amavam a Disney e a Square-Enix. Foi a trilha mais sincronizada com o vídeo do evento.

God of War, cantado também pela Laura Flute Link – vídeo por MariAlice346

Duas vezes no evento Tallarico chamou ao palco espectadores para um desafio. No primeiro, o cara teve que jogar Space Invaders com um sensor de movimento, no qual ele próprio era a nave movendo-se para os lados e atirando. Seu objetivo era passar a primeira fase em dois minutos, tarefa simples… se ele não tivesse perdido todas as suas vidas antes e se tivesse se preocupado mais em destruir os aliens do que suas próprias bases. Será que ele é da “geração Playstation”? Perdeu um arcade com 5.000 jogos…

O segundo desafio foi dado ao vencedor do campeonato de Guitar Hero que rolou antes do show. Seu objetivo era fazer mais de 100.000 pontos em uma música de Guitar Hero: Aerosmith no hard (curiosidade: Steven Tyler, vocalista da banda, é primo de Tommy Tallarico). Por incrível que pareça, o garoto riu e disse que tocaria no expert, e com um pouco de esforço venceu o desafio, levando pra casa um pôster autografado por Koji Kondo, compositor de Mario e Zelda.

Desafio Guitar Hero – vídeo por Bagoh

Mas é claro que nem tudo é perfeito, e tecemos aqui algumas reclamações. Mínimas, mas que podem melhorar os eventos futuros. Primeiro, e mais importante, é a desconsideração com o português. Não o Manoel da padaria, e sim nossa língua. Que o Tallarico e seus convidados só conversem em inglês é até passável, embora pudesse haver um tradutor simultâneo, mesmo que fosse no telão com legendas. Mas os próprios vídeos preparados para o espetáculo não contavam com legendas em português.

Tudo bem que nós compreendíamos perfeitamente (graças a anos jogando videogames), mas com certeza havia pessoas que não deviam estar entendendo lhufas, o que consideramos uma sacanagem.

Outra é com relação a dois temas escolhidos: Halo e Final Fantasy VII.

O primeiro porque, apesar do incrível sucesso do jogo nos EUA, graças provavelmente ao robusto modo multiplayer online, conta com quase nenhum admirador no Brasil. Tanto que, mesmo sendo a trilha muito boa, foi a menos aplaudida e, no momento em que Tallarico pediu para que acompanhassem a cântico, ninguém o fez, o que o deixou meio sem-graça.

O segundo, porque NINGUÉM MAIS aguenta esse tema do Sephiroth! Sim, é muito bom e coisa e tal, mas pô, Final Fantasy tem muito mais músicas, e também muitas músicas MELHORES. Podiam ao menos variar um pouco e tocar algo do IV, VI ou X, que são tão famosos quanto.

Warcraft também marcou presença. Pessoalmente, achamos a trilha de WoW bem genérica, e na nossa opinião foi a mais fraca de todas as composições.

Por fim, para terminarmos com boa impressão, mais duas grandes surpresas escolhidas especialmente para o público brasileiro: Mega Man e Chrono Trigger! Apesar de a escolha de músicas da Abreu Project ter sido melhor para a franquia de RPG, ainda assim Tallarico levou o público ao delíro.

Celulares, Turutu-turutu-tu de Mario e Mega Man – vídeo por Bagoh

Medley de Chrono Trigger/Cross – vídeo por ricardjones

E isso resume um pouco o espetáculo. Claro que houve muito mais coisas, mas a matéria se estenderia demais se falássemos de tudo. Faça de tudo para não perder as próximas apresentações, que vão acontecer em São Paulo, Bahia e Rio de Janeiro.

Agradecemos a todos os gentis usuários do youtube que nos cederam permissão para usar os vídeos (e aos que ainda não cederam, também! Se houver qualquer problema, não hesitem em nos avisar! E também ficaremos bem felizes caso vocês venham nos agraciar com sua visita).

Fiquem de olho, pois provavelmente algumas atualizações com novos vídeos irão rolar em breve!

Entry filed under: Game e Cultura, Matéria, Sound Test, Vídeo e Game. Tags: , , , , .

Falha ao acessar a PSN… no X360?! ARG Castigo Final é lançado no Festival do Rio 2009

10 Comentários Add your own

  • 1. Ryunoken  |  outubro 1, 2009 às 8:17 pm

    Não vou ler ainda pois provavelmente VOU NA VGL EM SAMPA \O/ \O\ /O/. Mas leio em seguida, e já divulgo no Twitter!

    Responder
  • 2. Rafaik  |  outubro 1, 2009 às 9:40 pm

    Chrono, SotC e Zelda são as trilhas mais bonitas na minha opinião…. A do Shadow é indescritível como é sensacional, especialmente durante o jogo…. A do Chrono é simplesmente memorável…. Não consigo ouvir Frog’s Theme sem lembrar dele sacando a Masamune pela primeira vez…. Fora que o vídeo me deu vontade de jogar o Cross (nunca joguei u.u, vou ver se consigo…)
    Queria ir no VGL alguma vez…. nostalgico demais…

    Responder
  • 3. Kaka  |  outubro 1, 2009 às 11:36 pm

    Vaza, Barry & Luna, música tema de WoW rula vidas.
    No mais, inveja consumindo meu ser aqui. Justo quando não teve show em Brasília eles inventam de ter tanta novidade. :(

    Responder
  • 4. feliperene  |  outubro 1, 2009 às 11:50 pm

    cara, seu post está MUITO bom. discordo em alguns poucos pontos, mas ótima análise do espetáculo que foi!

    Responder
  • 5. Lonios  |  outubro 2, 2009 às 1:26 am

    Megaman no VGL? o.O

    Show de bola!
    Sem comparação!
    The best ever!

    Quando vieram para Brasília novamente tem tocar Megaman!

    Responder
  • 6. maxi2099  |  outubro 2, 2009 às 1:42 pm

    Nem lembrava que a VGL ia ser agora. Eu queria estar com tempo para falar que eu não fui porque esse evento não me interessa.

    Responder
  • 7. lgjOni  |  outubro 3, 2009 às 5:23 pm

    ¬¬ rodamos! ficamos sem… bem, paciência… quem sabe ano que vem… :P

    Responder
  • 8. glauber  |  outubro 3, 2009 às 8:50 pm

    WoW não é genérico. Hoje, em meio a tantas outras cópias, quem sabe seja, mas julgando a época do seu lançamento e seus precedentes…

    E ainda tem uma coisa que falta nessas trilhas épicas quaisquer: melodia forte.

    Responder
  • 9. Tottou  |  outubro 4, 2009 às 6:29 pm

    WoWzão genuino apenas. E nossa, CT, :(
    vgl brasilia como fas//
    Não tem como viajar pra outros estados, em setembro, em meio de provas a mil, fora que financeiramente também pesa. Tristesa :(
    Vou me contentar indo uma terça na orquestra villa lobos. :< !!!

    Responder
  • 10. Cesar  |  outubro 8, 2010 às 2:05 pm

    Rafa, fantastica analise! contou muito bem o que foi, e talvez ainda seja, o VGL :)

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


warpfeed

WarpStats

  • 552,055 hits

Warptwitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: