Archive for dezembro, 2009

Zaku, um novo jogo de Atari Lynx à venda

por maxi

O pessoal do Super Fighter Team está atacando de novo, mas dessa vez não é com uma reedição de algum jogo chinês de Mega Drive, mas sim com uma produção original deles para o Lynx, o portátil da Atari. O jogo em questão é Zaku, um carismático shoot’em up que vai rodar a 60 fps, sendo o primeiro jogo a conseguir essa façanha no portátil.

Enquanto que vocês devem estar se perguntando “porque diabos fizeram um jogo para esse portátil”, saibam que, enquanto que muitos de nós nunca vimos um Lynx ao vivo (incluindo eu mesmo), ele fez um certo sucesso nos EUA na época que foi lançado, e uma vez que a comunidade de fãs da Atari está sempre receptiva quanto a lançamentos para as plataformas da empresa (vide os homebrews da Atariage para o 2600, ou mesmo Mad Bodies lançado para o Jaguar esse ano), o Super Fighter Team achou o Lynx o sistema ideal para o título.

O mesmo já está sendo vendido no site oficial, que é http://www.zaku-lynx.com/. Fiquem com o trailer a seguir:

dezembro 29, 2009 at 10:21 am 4 comentários

Dez personagens novos em Super Street Fighter IV?

Mais personagens em Super Street Fighter IV!

Continue Reading dezembro 21, 2009 at 9:35 am 2 comentários

Dez Propostas para o Zeebo

por Ryunoken

 

Este gigantesco texto abaixo surgiu de uma série de conversas que eu venho tendo com pessoas várias, onde eu sempre deixo claro o quanto eu sou esperançoso no projeto Zeebo (desde o seu princípio) e o quanto fico decepcionado com algumas abordagens tomadas pela Tectoy em relação ao console. Ainda não estou com o meu console em mãos, pois o meu plano de adquiri-lo agora ao fim do ano teve que ser adiado por conta de alguns problemas financeiros, mas acredito que estarei com ele em breve…

 As opiniões, sugestões e propostas apresentadas abaixo são feitas por alguém que está de fora do mercado, sendo assim geradas de fora da ótica dos negócios, mas acredito que não devem ser descartadas, pois são opiniões de alguém que ama e procura entender os videogames e seu universo, inclusive o econômico, além de refletir opiniões expressas de boa parte da comunidade de jogadores e consumidores brasileiros. Se você gostar do texto, peço por favor que republique-o em seu blog, lista de discussão, fórum ou simplesmente envie ou indique para um amigo seu. Dá minha parte, eu estarei encaminhando-o para a Tectoy e publicando-o nos locais que estiverem ao meu alcance. Sem mais, seguem as minhas “Dez Propostas Para o Zeebo“, e você é convidado a discuti-las e apresentar algumas que eu não tenha lembrando. Vamos transformar essas Dez em Dezenas, se necessário:

Dez Propostas para o Zeebo

10 – Jogos Musicais – Abordaremos a questão do Foco no 2 colocado de nossa lista, mas no momento é suficiente especular: Porque a guitarra que foi lançada recentemente para o Megadrive 4, para ser usada com o jogo Guitar Idol, não é lançada, junto com o mesmo game, para o Zeebo? E digo mais: Ampliando o campo da sugestão, seria uma bola dentro que, de tempos em tempos, edições temáticas do jogo, a preços razoáveis e aproveitando a maior capacidade sonora do console, fossem lançadas. Que tal um Guitar Idol Mamonas Assassinas, Raimundos, Angra, e porque não, Calypso (compra quem quer!)? Ou Guitar Idol MPB, Rock Nacional, Anos 80, etc e etc? Fora que, assim, as versões mobile dos consolidados Guitar Hero e Rock Band poderiam ser satisfatoriamente portados para o Zeebo.

9 – Aplicativos – E por que não? O Zeebo tem três fantásticas portas USB e um leitor de SD prontos para serem utilizados, À partir daí, cameras podem ser ligadas, imagens carregadas, música e texto, todos prontos para serem trabalhados em editores de texto, de imagens, vizualisados em leitores de PDF, imagens e quadrinhos, ou tocados e assistidos em players, isso pra ficar nos aplicativos mais comuns e solicitados. Mas a imaginação é o limite, e podemos divagar bem mais longe, de mensageiros instantâneos a editores de jogos.

8 – Ousadia – Sou só eu, ou falta mesmo ousadia nesse início de empreitada do Zeebo? Após tantas promessas, o que vemos é uma entrada mais do que tímida no mercado. Apesar de bem representado no ambiente virtual de vendas, aqui em Brasília eu só consegui encontrar o Zeebo em uma grande loja de eletrônicos, e olha que eu procurei bastante. Além do que, ouvimos falar muito menos do console agora do que antes do seu lançamento… Do que o Zeebo está se escondendo? Aprece, menino!

7 – Incentivo ao desenvolvimento – A linguagem de desenvolvimento do Zeebo, a Zeebo SDK,  é distribuída gratuitamente, porém, salvo engano meu, ela funciona com base em outra linguagem, a BREW SDK, esta sim paga. Além diss, não fica muito claro como entrar em contato com a Tectoy, como apresentar os projetos ou se há necessidade de um Kit para testar os mesmos. Seria interessantíssimo o desenvolvimento e suporte de uma comunidade de desenvolvimento para o Zeebo, além de mais integração estúdios médios e grandes. Algo como a Apple Store ou X-Box Live. Assim, com mais apoio ao desenvolvimento, apoiado por parámetros claros de conteúdo, forma e preço, veriamos mais jogos exclusivos no console, provavelmente voltados a nossa realidade. Estúdios nacionais com vontade ou possibilidade para entrar nesse mercado não faltam, e temos online dezenas de exemplos de jogos que cairiam muito bem no console, com a possibilidade de terem preços dentro dos padrões que a plataforma exige.

(mais…)

dezembro 18, 2009 at 5:44 pm 11 comentários

Tirem esse Raiden do meu Resident Evil!

Resident Evil 5 cada vez mais descaracteriza a série.

Continue Reading dezembro 17, 2009 at 3:25 pm 8 comentários

Sergio Leone na veia!

Red Dead Redemption parece ser melhor do que muita coisa por aí!

Continue Reading dezembro 15, 2009 at 8:12 pm 1 comentário

Conheçam Commando Man

por maxi

A vocês leitores que devem ter reparado que comemos mosca ao não noticiar Mega Man 10 aqui, não precisam acender as tochas ainda. Para nos desculparmos, estamos mostrando aqui a primeira artwork do segundo chefe do jogo revelado, Commando Man (que cá entre nós, está consideravelmente mais detalhado que Sheep Man). Fiquem com o verdão a seguir:

dezembro 15, 2009 at 7:07 pm 3 comentários

Warpzona + NintendoBlast: Melhores do Ano Wii & DS!

por Ryunoken

É isso aí, amigos! Fim de ano chegando, aquele cheiro de pernil e aqueles cafés da manha com Panetone que sobrou chegando, e começam a pipocar as listas! Listas de presente, listas de atitudes pro ano que vem, lista de melhores do ano… Essas últimas, então, pipocam por todos os lados. Convidado pelo pessoal da NintendoBlast, vou colocar aqui o meu Top 10 de DS e Wii, com alguns poucos e breves comentários. Se quiser, use a caixa de comentários pra fazer as suas listas, e não precisa se ater a esses sistemas. E aguarde, vem aí os nossos melhores do ano! A chapa vai esquentar! Atenção: Essas listas não seguem uma ordem específica:

TOP 10 2009 – Nintendo Wii

Deadly Creatures – Grata surpresa! O esmero visual e o cuidado com tudo que acontece no microcosmo ainda revelam uma trama inteligente. Os protagonistas são simplesmente uma aranha e um escorpião, com jogabilidade bem diferente… Um é ágil e o outro e bruto. Ambos não falam, pensam ou agem como seres inteligentes, só o puro instinto, mas você se apega a eles…E não usa o Wiimote como perfumaria.

MadWorld – Violência, humor e estilo. Lembra Gods Hand, Comix Zone, Smash TV, entre tantos outros.

Muramasa: The Demon Blade – Lindíssimo jogo de ação, no bom e velho 2D. Uma pintura.

New Super Mario Bros – Olha que eu não gosto do de DS, mas esse ficou show.

Dragon Ball – Revenge of The King Picollo – A melhor fase de Dragon Ball, num jogo à altura da obra de Toryama. 

Boy and His Blob – Uma ode ao 2D! Sprites deveriam ser assim por obrigaçã daqui pra frente…

Dead Space Extraction – Tirando suco do hardware do Wii, somado a um enredo envolvente.

Beatles Rock Band – Você ainda pode sonhar…

House of the Dead Overkill – Esse @#$% de jogo do %$#$% não podia ficar de fora dessa $%#$ de listagem!

Lostwinds – Se não jogou, jogue antes que o segundo chegue. É serio! Nunca um jogo com apenas um chefe de fase te divertiu tanto.

Wii Sports Resort – Dar porrada com a espada em uma multidão de Miis: Não tem preço!

TOP 10 2009 – Nintendo DS

Grand Theft Auto: Chinatown Wars – O portatil mostrando que pode ser hardcore! Além do que, o enredo oriental é bem humorado e os minigames cairam como uma luva pro Ds.

Peggle Dual Shot – Peggle + Portátil = vício. Só podia ser um pouco mais rápido.

Puzzle Quest Galactrix – Continuação de respeito. Dezenas de horas de jogo, fácil. Saí o plano de fundo medieval-mágico, e entra o espacial-tecnólogico: Suas opções só aumentam!

Crono Trigger DS – Muita gente vai torcer o nariz. É caça-níquel, mas a série pedia uma revisita. Enquanto algo realmente novo não vem, permite aos atrasados (levanto a mão \o) recuperar o tempo perdido.

Retro Game Challenge – Olha, talvez o melhor do ano. Se você joga videogame desde sempre, se você foi criança com videogames, se você já soprou um cartucho, upou um personagem num jrpg ou fez o truque Konami, vai amar esse jogo. Espero ansioso o segundo.

Rhythm Heaven – Quase perfeito, quase Ouedan. Se possível, jogue as duas versões, americana e a japonesa.

Henry Hatsworth – Plataforma, puzzle e um cavalheiro inglês. devo usar meu traje de gala dourado, ou um armor suite?

Professor Layton – Elementar…

Scribblenauts – Escreva, e estará lá. Agora resta tudo isso fazer algo de útil…

Big Bang Mini – Arkanoid com Space Invaders no Rio de Janeiro.

dezembro 14, 2009 at 7:28 pm Deixe um comentário

Posts antigos


warpfeed

WarpStats

  • 559,647 hits

Warptwitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.