Level Up! Starcraft 2: considerações de um pro-player

julho 17, 2010 at 4:28 pm 6 comentários

por Redação

Todos felizes com a Blizzard anunciando sua vinda ao Brasil, com Starcraft II custando apenas 50 reais pelos primeiros seis meses de uso? Bem, nem todos.

Victor Souto, diretor da Hangar Network, o principal portal brasileiro de jogos da Blizzard e pro-player de Starcraft, compartilha conosco algumas opiniões contundentes, pra variar, colocando a Activision em maus lençóis… Acompanhem em nosso Level Up!

por Victor Souto

A Blizzard e a expectativa de Starcraft 2

Existe um grande conflito de ideias e interesses em torno do lançamento de Starcraft 2. Caso você seja um daqueles jogadores amadores que só joga ocasionalmente com os amigos (o que seria cerca de 60% do total de jogadores), provavelmente não notará os enormes problemas que já surgem em torno deste grande projeto da Blizzard. Eu sou Victor Souto, diretor da Hangar Network – principal portal brasileiro de jogos da Blizzard – e vou discorrer um pouco sobre o tema com vocês.

Vamos voltar um pouco no tempo. Todos conhecem os grandes lançamentos que realmente fizeram o nome da produtora de games chegar ao topo do mundo, mesmo que não tenha jogado: Rock n’ Roll Racing, Warcraft 1, 2 e 3 e sua expansão Frozen Throne (lembrando, claro, do DOTA, que é um mapa de FT), Diablo 1 e 2 (e suas expansões), e Starcraft, com a expansão Broodwar. Todos esses sucessos foram criados pela Blizzard, mas produzidos e distribuídos pela Vivendi Universal Games, empresa com a qual pessoalmente fiz várias ótimas parcerias e conseguimos aumentar bastante as premiações dos campeonatos que fazíamos para os jogos Blizzard, fortalecendo bastante a comunidade competitiva brasileira.

Voltando mais um pouco ainda, em 1995, quando a Blizzard ainda só tinha lançado Rock n’ Roll Racing e Warcraft 1, foi feita uma reunião oferecendo a empresa à Activision por U$ 7 milhões, que foram recusados com o argumento que nem mesmo Warcraft valia isso tudo. Isso para que então a Blizzard, no início de 2008 – quando a Vivendi foi dissolvida – fosse comprada pela mesma interessada Activision por “meros” U$ 18 bilhões.

Percebe-se então a visão comercial da Activision, que desde então vem mudando bastante coisa na Blizzard. O suporte está todo automatizado, é praticamente impossível negociar parcerias, e onde aparece uma mínima gotinha preta, logo estão eles com escavadeiras procurando um mar de petróleo.

Continuem lendo após o pulo!

Assim vem sendo a construção de Starcraft 2 em todo o mundo. Mesmo antes do lançamento, milhares de jogadores que foram selecionados para o beta estão inconformados com vários fatores apresentados pela Blizzard, como:

– Ausência de LAN mode: Starcraft 2 virá sem suporte para jogos em LAN. O que promete dificultar a pirataria, poderá  também prejudicar enormemente a vida de quem leva o jogo a sério. Em campeonatos normalmente disputados em LAN como a WCG, os jogadores terão que logar com suas contas na battle.net e ficar vulneráveis à condição da conexão da mesma no momento, mesmo os jogadores estando na mesma rede.

– Keys regionais: O mundo para a Activision Blizzard foi dividido em regiões. Keys compradas no Brasil só serão válidas para o servidor latino. Se houver um grande campeonato online aberto em um site europeu e você quiser participar, terá que comprar um outro Starcraft 2 Europeu.

– Inovações na Battle.net: A nova battle.net não terá chat e a Blizzard não se mostra nem um pouco preocupada em que tenha. Segundo eles, trabalharam tanto no sistema de Friends do jogo que não será necessário ter chats. Onde os clãs irão se reunir?

– Campeonatos só podem ser realizados com o aval da Activision Blizzard: Esperamos que eles não tenham condições de fiscalizar isso, ou então vai ser realmente o fim do jogo.

– Replays não podem ser vistos em conjunto: Até no Starcraft Broodwar era possível criar um replay e assistir com amigos e ir conversando, mas até então no SC2 não será possível.

– Bugs e mais bugs: Claro que devemos respeitar o fato de estar ainda no beta, mas a battle.net até então tem apresentado dezenas de bugs cruciais, como perda de stats (principalmente vitórias que eram perdidas), desconexões, conexão ruim, sistema de ladder por divisões com nomes (Overlord Delta 72 por exemplo) ao invés de um ranking unificado.

– Briga com a KESPA: A KESPA é uma forte organização sul coreana dos  maiores times de Starcraft (por time coreano entenda-se como uma forte empresa com sede, funcionários, uniformes e tudo). Recentemente a Blizzard cancelou as ligações e autorizações da KESPA em organizar eventos e de suas subsidiárias de televisionar as partidas e transferiu os poderes para a GOM TV, que receberá forte patrocínio da Blizzard em troca de grandes taxas de retorno. Isso servirá para todos os jogos da Blizzard e, para agravar, ainda proibiram todos os jogadores e equipes da KESPA de disputar eventos Blizzard, como já aconteceu com o JulyZerg na última BlizzCon.

Com a vinda da Blizzard para o Brasil, Starcraft 2 terá sua versão 100% em português. Até o movimento da boca dos personages será alterado para português, o que é uma boa notícia para os fãs que não possuem um inglês fluente, e com isso o jogo promete atingir uma massa bem maior de jogadores. Parece uma ótima notícia, mas deixa de ficar tão interessante pois, ao fazer isso, eles perdem o foco nas áreas fundamentais do jogo. O beta acaba de retornar com atraso (voltou dia 7 de julho) para sua segunda fase e ainda apresenta falhas básicas e cruciais no sistema da battle.net.

Starcraft 2 tem tudo para ser um dos melhores jogos já vistos dentro dos “gramados”. Conseguiram trazer as bases do Starcraft e misturar com uma nova percepção, novas unidades e novo gráfico. O jogo é cativante e empolgante e o modo campanha promete ser o ponto forte do jogo. Fora dos gramados porém, o jogo parece estar se afogando em um mar de novelas e processos que podem custar caro para a Blizzard no futuro, e a culpa disso tudo parece ser da Activision. A falta de apoio aos recursos fundamentais do jogo e aos pro-gamers poderá ser crucial para a decadência de um grande candidato ao melhor jogo já criado.

Acompanhem o andamento das notícias de Starcraft pelo site da Hangar Network. Além de boas discussões no fórum, vocês podem participar de campeonatos com boas premiações e os melhores jogadores do país.

Acessem o site clicando aqui, e o fórum clicando aqui.

Entry filed under: Level Up!, Sério Agora.... Tags: , , , , .

Especial: jogos não-licenciados – Parte 6 Fangamer prepara apetrechos de Chrono Trigger

6 Comentários Add your own

  • 1. maxi2099  |  julho 17, 2010 às 4:41 pm

    Só faltou citar Lost Vikings e principalmente Blackthorne.

    Responder
  • 2. Robson França  |  julho 17, 2010 às 6:01 pm

    Olá pessoal, beleza?

    Minha história com Starcraft começou em 97, quando comprei o jogo que era distribuído pela Tectoy. Depois de várias andanças, Starcraft e os demais jogos da Blizzard passaram a ser distribuídos por apenas 1 distribuidora. O trabalho de “dublagem” do primeiro Starcraft, assim como do Warcraft 2, ficou sofrível. Um único dublador dublando quase todas as vozes. Uma dublagem sem vida e fria. É complicado pedir para as pessoas comprarem um jogo original e acabar com um produto que não atende aos quesitos mínimos de qualidade.

    Quando soube que a Arghtivison comprou a Blizzard, já tinha imaginado os cifrões de grana que piscaram nos donos da empresa. Essa história de custar 50 reais para funcionar por seis meses é uma piada. Diablo II e a expansão já foram vendidos por 50, 60 reais. E eram jogos completos, que você poderia jogar na Internet de graça e que continuam funcionando até hoje.

    No caso do time coreano e a situação do jogo como um todo lá na Coréia, podem ter certeza de uma coisa: vai surgir um clone do Starcraft sem essas limitações bestas e custando a metade do valor proposto pela Arghtivision. Não creio que Starcraft II irá atrair novos jogadores. E os jogadores antigos vão abandoná-lo logo logo.

    Abraços

    Responder
  • 3. R  |  julho 19, 2010 às 12:12 am

    o texto eh bom…

    mas qm acompanha a hangar sabe q lá vc n discute quase nada nos foruns…

    ou seja qual a credibilidade do texto?

    Responder
    • 4. Nevellin  |  julho 19, 2010 às 11:52 pm

      Concordo. Dei uma olhada em vários fóruns relacionados e mesmo alguns e em inglês e a maioria se sente chateado com isso, mas a “maioria” são uns poucos users extremamente aficcionados que aparentemente olham muito mais pro seu do que pro resto.
      O que já ví de reclamação absurda com relação à tradução do game não tem lógica. Parece que tudo é ruim e os argumentos são sempre incríveis: “Dublagem original sempre é melhor!”, ” a língua ‘brasileira’ é tosca”, “Brasil tem dublagem ruim!”, etcs…

      Pessoalmente, acho que tem muita gente reclamando de barriga cheia. Jogando (muito) de graça e ainda achando ruim.
      BETA É BETA! Oras.

      Responder
  • 5. Forrest666  |  julho 26, 2010 às 9:06 am

    Galera, eu gostaria de saber se eu vou poder jogar com a versão em ingles nos servidores aqui no brasil, alguem sabe essa informação?

    Tipo, pelo que eu fiquei sabendo, somente a versão em portugues será aceita nos servidores no brasil (o porque eu não sei ¬¬) e quando eu baixei a versão em ingles no site, tem uma frase dizendo que eu jogarei nos servidores americanos…
    Pergunta: É possivel eu instalar uma versão americana e autentica-la com uma key brasileira? Posso comprar a versão full e jogar nos servidores brasileiros? estou confuso… e tentado a esperar até a poeira abaixar pra ver se alguem tentou fazer a mesma coisa… mas eu quero jogar na estreia… e em ingles (por melhor que tenha ficado.. dá nauseas escutar starcraft em portugues… desculpe se ofendi os que gostaram he h ehe)

    Responder
  • 6. Como estragar Goldeneye «  |  agosto 24, 2010 às 1:25 pm

    […] afinal está sendo supervisionado pela Activision, que tem se mostrado um mestre em estragar tudo que há de bom nos videogames, exaltando apenas o que há de estéril e […]

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


warpfeed

WarpStats

  • 552,055 hits

Warptwitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: