Em Jogo Especial: Pais em jogo!

agosto 8, 2010 at 6:51 pm 3 comentários

por Kaka

Segundo domingo de agosto: dia dos pais. Apesar dos rabugentos que dizem ser esta uma data meramente comercial, eu, em nome do WarpZona, aproveito a oportunidade para tentar fazer uma singela homenagem a essa figura tão importante.

É difícil falar de pai, pois é um conceito que transcende o simples preceito biológico do fornecedor de espermatozóides para a fecundação do ovócito. Ainda mais atualmente, em que as famílias estão cada vez mais longe do estereótipo pai-mãe-filhos.

Kim Kaphwan, de Fatal Fury, King of Fighters e outros, é a figura paterna daquelas famílias perfeitas de comercial de margarina. Casado, pai de dois filhos – Kim Dong Hwan e Kim Jae Hoon, personagens de Garou: Mark of the Wolves – Kim criou seus meninos dentro dos preceitos de moral, justiça, liberdade, cortesia, integridade, perseverança e autocontrole pregados pelo Tae Kwon Do, arte marcial que ele e os filhos praticam.

Kim Kaphwan dando sangue e suor para ser um exemplo para seus filhos. Tentem ignorar o excelente trabalho de tradução e dublagem :(

Da mesma série de games, temos exemplo de uma relação entre e pai e filho menos convencional: Terry Bogard e Rock Howard. Rock, como o sobrenome já diz, é filho biológico de Geese Howard, o grande apelão vilão da série Fatal Fury. No entanto, Geese nunca deu a mínima para o moleque, que foi criado apenas pela mãe. Com o falecimento desta e a presumida morte de Geese, o garoto acaba adotado pelo suposto algoz de seu pai, o heroi Terry Bogard. Terry, como naqueles filmes clichês de arte marcial do Domingo Maior, cria e treina Rock como se este fosse seu próprio filho. E, apesar de não o serem biologicamente, ninguém vai negar que Terry e Rock são pai e filho em sua mais importante essência: os laços afetivos.

Terry & Rock: amor de pai e filho acima dos laços de sangue

Os laços entre pais e filhos não pressupõem amor e harmonia. Que bom seria que assim fosse para todos, mas o mundo e as famílias não são perfeitas. Brigas, discussões, problemas não são incomuns no seio familiar. Não é raro encontrar pais e filhos que não se dão de jeito nenhum, como Heihachi Mishima e Kazuya , de Tekken. Um vídeo fala mais que mil palavras:

Ahh, como é comovente amor entre pai e filho!

A relação entre pais e filhos e a força do amor paternal são temas recorrentes nos enredos dos games. Harry Mason enfrenta os horrores da bizarra Silent Hill para salvar sua filha adotiva, a garotinha Cheryl. Ethan Mars, de Heavy Rain, mostra o quão longe um pai pode ir pelo amor ao seu filho. Fora os tantos papais nos games, como Ken Masters e seu filho Mel (Street Fighter), Barrett e Marlene (Final Fantasy VII), Takuma Sakazaki e Ryo e Yuri (Art of Fighting), Saisyu Kusanagi e Kyo (KoF), e muitos outros que não recordo agora porque enquanto escrevo aqui acompanho a rodada do brasileirão.

Só mesmo muito amor para fazer alguém encarar as bizarrices de Silent Hill

Antes de terminar, vamos sair um pouco dos games e dar uma olhadinha no mundo real. A maioria de nós, gamers, começamos com o nosso hobby bem pequenos. Assim, se não fossem pelos nossos pais, não teríamos nossos primeiros consoles e não poderíamos passar a infância toda jogando tranquilamente. Agradeço muito ao meu paizão que, apesar de não ser gamer, sempre apoiou meu vício, me levando pros arcades, me dando jogos de presente de aniversário e Natal e até mesmo jogando Street comigo, mandando muito de Dhalsim. Luv ya, dad ♥!

Pais e filhos jogando juntos: o mundo seria melhor se mais famílias fossem assim

Não posso esquecer também, é claro, daqueles gamers que já cresceram e que agora são responsáveis por uma nova geração de pequenos gamers.

E vocês, que outros pais de games lhes são marcantes? E como seus papais colaboraram (ou atrapalharam) sua relação com os games?

Feliz Dia dos Pais a todos!

Anúncios

Entry filed under: Em Jogo. Tags: , , , , , , .

Vídeo com a jogabilidade mais detalhada de Sonic Colors Mundo Cosgamer: Cobertura final brasileira do WCS 2010

3 Comentários Add your own

  • 1. Luiz lgjOni  |  agosto 8, 2010 às 7:52 pm

    Esqueceram do ‘papai’ Mike Hagar do Final Fight, Koopa (vai saber quem é a mãe daquelas coisinhas ‘fofas’), Kratos… :P A lista é grande também! :) Mas valeu a matéria que vale de mensagem também! Abraços!

    Responder
  • 2. Tottou  |  agosto 8, 2010 às 8:43 pm

    Tinha esquecido como a dublagem desse Fatal Fury é porca. Gzuz, é tanta porqueira que eles falam, acho que não entendiam japones e dublaram baseado no que viam.
    Kazuya é muito feladaputa. :S

    O jogo que estou jogando no momento, Fallout 3, também tem bastante a ver com pai, e vemos o quanto é importante a figura na vida de todos.

    Feliz dia dos Pais!

    Responder
  • 3. maxi2099  |  agosto 8, 2010 às 9:51 pm

    Lembrando que na versão brasileira de X-men vs Street o filho do Ken se chamava “Ken’s Son” :P

    Responder

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


warpfeed

WarpStats

  • 560,524 hits

Warptwitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: