Prestando Contas: Yoshio Sakamoto vs Retro Studios

fevereiro 23, 2011 at 2:46 pm 9 comentários

por Toe Jam

Nessa nova edição da coluna Prestando Contas: O que vendeu e o que encalhou, vamos ver o resultado do embate de dois gigantes: de um lado temos Yoshio Sakamoto, co-criador da série Metroid, e do outro temos o Retro Studios, um estúdio de desenvolvimento de jogos americano localizado no Texas. A pendenga envolve a série Metroid e um antigo clássico da Nintendo que ressurgiu o ano passado.

Interessado em saber o que houve? Continua após o salto.

Fundado no ano de 1999, Retro Studios começou suas atividades com quatro projetos para o Gamecube da Nintendo. Devido a uma série de problemas internos, o estúdio acabou cancelando os projetos iniciais para então se concentrar no Metroid Prime, um projeto encomendado pela própria Nintendo. Depois de 9 meses de trabalho, o título foi lançado, em novembro de 2002, e recebeu a aclamação da crítica e do público: além de ser o sétimo colocado entre os jogos melhores avaliados segundo o site Game Rankings e o melhor jogo de Gamecube segundo o site Metacritics, ele é o título da série que mais vendeu cópias, segundo o site VGChartz, superando o original de Sakamoto.

Após mais duas sequências se sucesso feitas pelo Retro Studios, Metroid Prime 2: Echoes e Metroid Prime 3: Corruption (cada qual vendeu mais de um milhão de cópias) a série voltou ao seu criador, que desenvolveu o jogo Metroid: Other M, lançado em agosto de 2010 nos Estados Unidos.

É dito que Sakamoto é uma pessoa de gênio forte, principalmente no que diz respeito às suas idéias, e que tem uma visão bem particular da série Metroid, a qual impõem a todos que nela trabalham. Também atribuem a sua pessoa um certo ciúme do sucesso da versão do estúdo americano, e que suas declarações de que Other M seria um retorno às origem da série estão ligadas a uma tentativa de remover a trilogia Prime da linha cronológica da série. Especulações à parte, o que haveria de se comparar concretamente é como o, considerado muitos, gênio se sairia em confronto com os americanos.

Enquanto isso, a Nintendo novamente confiou uma de suas franquias clássicas ao Retro Studios e encomendou o novo título Donkey Kong Returns, para o Wii, que fora lançado em novembro de 2010. Qual foi o resultado destes dois jogos e, principalmente, o resultado do embate entre o gênio japonês e o jovem estudo americano?

Metroid: Other M não atingiu ainda a marca de um milhão de cópias (atualmente está em 770.000), e ocupa em vendas a oitava posição da série, atrás dos três títulos Prime. Por outro lado, Donkey Kong Returns já é o quarto título da série em vendas, com mais de 4 milhões de unidades, e já superou o terceiro título da trilogia para SNES.

Embora as vendas por si não possam ser um critério definitivo da qualidade dos trabalhos, certamente a Nintendo arrumou uma bela dor de cabeça: quem deve ser o responsavel pelo próximo título da série Metroid: Sakamoto ou Retro Studios?

Até breve.

Entry filed under: Prestando Contas. Tags: , , , .

Sonic 4, o jogo que você só precisa de pular para passar de fase Chegou!

9 Comentários Add your own

  • 1. Ricardo Pasqual  |  fevereiro 23, 2011 às 3:09 pm

    Por favor que volte para a Retro Studios xD

    Mesmo que eu tenha achado Other M um excelente jogo, pra mim, ficou muito aquém dos demais jogos da série. Sem querer ofender quem gostou.

    Mesmo Sakamoto tendo dirigido e supervisionado todos os jogos da série (com exceção do Metroid 2), este último ficou muito diferente e particularmente não me agradou. Talvez pelo co-desenvolvimento com a Team Ninja…vai saber.

    Não me interessa quem desenvolva o próximo, mas espero que seja um bom título e se voltar para as mãos da Retro Studios é bem provável que saia um bom Metroid.

    Responder
  • 2. Lonios  |  fevereiro 24, 2011 às 7:25 am

    Junta os dois e vamos ver no que vai dar…
    lol

    Responder
  • 3. maxi2099  |  fevereiro 24, 2011 às 12:46 pm

    Eu acho que o DK foi mais bem recebido por ser o primeiro jogo dele desde o snes que segue a fórmula clássica, mas não á risca.
    O tanto que ele ficou diferente dos 3 DKC está na mesma proporção que o Other M para os demais Metroids 2D.

    Responder
  • 4. coffeejoerx  |  fevereiro 24, 2011 às 4:31 pm

    Juntar os dois não é possível, uma vez que o texto deixa claro que Sakamato tem gênio forte. Se eu fosse a Nintendo deixaria nas mãos da Retro Studios.

    Responder
  • 5. Lonios  |  fevereiro 25, 2011 às 7:34 am

    Tendo um gênio forte ou não ele poderia muito bem fazer esse ”sacrificio” deixar de frescura e trabalhar com a Retro e quem sabe,aprender algumas coisas novas adicionar umas ao gosto dele…tudo em prol de um novo e excelente metroid.
    Vai que da certo?

    Responder
  • 6. Blopa  |  março 4, 2011 às 2:54 pm

    Sakamoto!! PLS!

    Responder
  • 7. Marx  |  maio 4, 2011 às 11:54 am

    Porque metroid deve voltar para a Retro Studios? Para que se volte a tratar Samus como ela merece!
    Retro Studios trocou a perspectiva da série na trilogia Prime, mas a essencia da série continuou a mesma e Samus continuou fodona e imponente como sempre foi!

    Eu confesso: não joguei Ohter M, mas acompanhei muitas walkthroughs e críticas. No geral não tive muito o que reclamar da caracterização de Samus, mas uma coisa que fizeram com ela eu considero imperdoável: akela maldita inicial da batalha contra Ridley! Akela cena simplesmente nã tem razão para existir e não pode ser levada em conta para se definir quem é Samus Aram.

    Responder
  • 8. @AtomicBlue  |  maio 8, 2011 às 12:47 am

    TODO MUNDO que era fã da série criticou muito os novos rumos dados à personagem.

    Eu nunca tive a oportunidade de jogar um metroid na minha época de SNES (porque não tinha dinheiro pra jogar muitos jogos), mas me apaixonei pela série por tudo o que li, e percebo que, sim, afórmula anterior, principalmente no tocante à personalidade da personagem, era deveras melhor que a vista em Other M.

    E mesmo sendo Other M o único Metroid que joguei, e gostado bastante da experiência, confesso que toda a trilogia Prime me atrai MUITO mais. Não joguei porque não tive dinheiro pra comprar, mas já estou com o terceiro download em andamento(!), na esperança de que agora funcione.

    E os números não mentem: Vai ver a nota (e os comentários) do IGN, site mais considerado e respeitado por gamers ocidentais, pra Metroid Prime 3: Além de arrancar quase 9 (tirando 10 em vários quesitos), tirou um elogio pra ficar pra história não só da trilogia, mas do console – foi considerado “a MELHOR EXPERIÊNCIA DE TIRO EM PRIMEIRA PESSOA de todos os jogos, de todos os consoles”.
    Agora vai ver a nota que o mesmo deu a Other M…

    Parece que até os gráficos são melhores. Aliás, elogios aos gráficos não faltaram! E o jogo foi lançado, se não me engano, em 2007 – ano de lançamento do Wii!

    Precisa falar mais sobre a competência da Retro Studios?

    E dizem que foi o Miyamoto (ELE MESMO!) que escolheu a ocidental Retro Studios, enquanto esse Yoshio Sakamoto escolheu a japonesa Team Ninja. Dá pra ver que “visionário” é um adjetivo que fortemente caracteriza Miyamoto…

    E, ó… acho muito bem feito. E que a Nintendo tome vergonha na cara (a história do Wii, aliás, é uma puta chamada pra tomar vergonha na cara) e perceba o que o público quer, e nas mãos de quem deve colocar seus títulos de peso. Miyamoto não foi o criador da série? Então que ele escolha, nova e definitivamente a Team Ninja pra cuidar dessa pérola, porque a Nintendo definitivamente precisa tirar títulos gigantes, com enredos densos e acabamento de primeira (PRIME!) da cartola pra sobreviver num mercado que já a olha com olhos tortos, por partes dos games até de desdém, não mais como acontecia antes. Pra encarar Halos, Bioshocks e Mirror’s Edges da vida, vai ter que ralar muito.

    obs.: Sou Nintendista, fã, acompanho a empresa desde que tenho 5 anos e, pra mim, é sim a mais criativa e que realmente SABE o que é videogame.

    Responder
  • 9. @AtomicBlue  |  maio 8, 2011 às 12:50 am

    há um erro no que escrevi. Prime 3 não arrancou “quase 9”. Arranchou quase 10 (a nota passa de 9).

    Quis escrever uma coisa, e escrevi outra.

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


warpfeed

WarpStats

  • 552,096 hits

Warptwitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: