Adeus, Ryunoken. Adeus, Warpzona.

novembro 10, 2011 at 11:16 pm 12 comentários

por maxi

É com muita dificuldade que venho aqui para publicar a notícia mais triste que este humilde blog já teve. Como alguns leitores já sabiam, nosso idealizador André Santos, conhecido por Ryunoken, vinha passando a algum tempo por vários problemas originados por sua frágil saúde, até que finalmente não resistiu e veio a falecer. Ele já havia parado com suas postagens durante algum tempo, mas acabou voltando por se sentir motivado a tocar o Warpzona para frente, que já estava abandonado por nós, os demais moderadores, por diversos motivos também pessoais, como por exemplo minha completa falta de tempo neste suposto último semestre de faculdade (e que, observando outros casos, me faz de certa forma não ver este tempo corrido tão ruim quanto parece).

Semelhante ao seu último post logo abaixo, é nessas horas que eu queria ser Zeus para dar “Raisfonorgreí” naquilo que realmente importava, mas estou muito longe dessa façanha, tanto se tratando do Ryunoken quanto do blog. Após uma rápida reunião dos demais membros, e julgando toda a situação que o Warpzona já se encontrava, decidimos por encerrar oficialmente com nossas atividades neste blog. Porém, o mesmo continuará aqui, não só para consultas de usuários que precisam de opinião ou ajuda sobre algo (meu longínquo primeiro post que o diga), como também pelo mesmo motivo que me fez reconsiderar e desistir de sumir com ele na época do abandono completo, que foi o fato de que a criação de tudo aqui é do André, e não minha.

Logo após o pulo, algumas lembranças do nosso amigo feitas por nós que serão postadas  aos poucos por cada moderador. Por fim,  ainda teremos um último post que o Edson pediu sobre o Velhos Bons Tempos, que será escrito quando ele se sentir apto.

por maxi

Pode parecer bobo, mas a idéia do Warpzona veio da cabeça do André numa brincadeira de “Acerte o jogo” que, até sabe-se lá quando, ainda pode ser encontrada aqui. Ele, eu e o nosso moderador que nunca chegou a se tornar efetivo, Yano “Dragão Mestre”, fazíamos rodinha em todos os usuários do fórum postando fotos de jogos que poucos conheciam além de nós três. Como a idéia da brincadeira era alguém acertar e passar a bola para frente postando outro jogo para ser advinhado, nossos jogos por vezes faziam algo que deveria acontecer em 5 minutos demorar 5 horas, até um dos três acessar o fórum e postar o nome, ou mesmo 5 dias, quando nem mesmo nós sabíamos qual jogo o outro postou.

Enquanto os outros usuários reclamavam da demora, nós gostávamos dessa dificuldade toda, e vendo esse conhecimento “obscuro” que tínhamos, Ryunoken teve a idéia de direcionar isso para algo mais informativo e construtivo. Daí nasceu a idéia do blog, com ele chamando o Yano juntamente comigo para participar. O Edson/Toe Jam já era amigo próximo do Ryu, e já estava no time junto com o ex-membro Marmotagem, também conhecido do cara, e então escolhemos o nome de Warpzona no meio de uma conversa de MSN. Podem não acreditar, mas se este título não tivesse sido escolhido o blog se chamaria hoje Fliperomens :P

No início o André fazia um pouco de resistência sobre a idéia de chamar mais pessoas para a moderação, mas depois ele mesmo acabou mudando de opinião e com isso tivemos a entrada do restante do pessoal, seja por convite direto dele ou por eventos, como a seleção do, até então, inédito membro feminino, que veio a ser a Kaoru.

Mesmo com esse tanto de gente ainda tínhamos alguns hiatos de postagens quando eu, que sempre fui o membro mais “animado”, ficava sem idéias ou vontade de escrever. E o interessante é que SEMPRE nessas horas o André aparecia, nem que fosse com qualquer coisa, para tocar o blog para frente. Bastavam alguns poucos dias de falta de posts que ele surgia. Acho que esse momento final do blog é o melhor exemplo da determinação do cara. Ele simplesmente não conseguia ver o Warpzona começar a afundar que voltava para ajudar nas coisas, mesmo com a saúde daquele jeito, isso só porque gostava daqui.

Fora isso, ainda escrevo aqui o curioso fato que, em várias conversas sobre coisas nerd em geral, ele acabava concordando e tendo opiniões muito parecidas com as minhas (e também as do Yano), mesmo quando isso ia contra a maioria. Talvez este tenha sido um fato ainda mais determinante na hora de nos chamar para o time, mas hoje infelizmente será impossível confirmar isso.

Por fim, o Warpzona se tornou isso que vocês estão vendo aqui hoje principalmente por causa dele. Eu, mesmo na condição de membro fundador (e que me corrija o Edson se ele não pensa da mesma forma) nunca teria desenvolvido algo assim sozinho. Neste ano de 2011 também perdi dois colegas de trabalho de forma abrupta e semelhante, e podem ter certeza que o sentimento não foi diferente, mesmo que nunca tenha me encontrado pessoalmente com o André devido às limitações distância/tempo.

por Rafael “Barry” Ventura

Nunca me encontrei com o Ryu pessoalmente, porém isso nunca impediu que firmássemos um laço de amizade, mesmo que online. Conheci-o pelo minifórum da finalboss, juntamente com outros usuários clássicos como Mr. Bud, Fabio78, Motorhead, Iori, Setsuna, CaLvin, igjOni, Billy, Dr Venom, Intentor, Spuma e tantos outros que me fogem à memória, na época considerada “de ouro” do site – coisa que, obviamente, é relativa. Afinal, qualquer época pode ser considerada a “clássica”, se você viveu nela em sua juventude.

Mas porque estou dizendo isso? Porque o Ryu, da forma me lembro dele, é como todos os outros amigos que tive. Engraçado e brincalhão quando surge a oportunidade, ou preocupado com o que está acontecendo ao redor de si e dos outros, como das tantas vezes em que quis recuperar a “magia” do finalboss. O fato é que a magia sempre esteve lá, nós é que mudamos com o passar do tempo.

Pode não ter sido o motivo principal da criação do Warpzona, mas com certeza foi um de meus motivadores. Eu precisava dar um passo, e foi graças ao Ryu, com a criação do blog e com o convite para que eu participasse, que consegui dar. Obviamente nunca foi nossa intenção competir com o finalboss (somos todos profissionais de outras áreas com um hobby de blogar, e não profissionais que realmente entraram pra “vencer”), mas gostávamos de ser um contraponto, com um foco totalmente adverso e voltado ao obscuro e às opiniões pertinentes e por vezes peculiares – afinal, acho que todos aqui compartilham um gosto pelo desconhecido e o impopular.

Enfim, apesar de me entristecer muito o fato de o Ryu ter passado por tantos maus momentos em seu fim de vida, a imagem de uma pessoa alegre, bem humorada e cheia de “çagacidade” sempre vai falar mais alto. E não é com tristeza que me despeço dele e do blog, e sim com imenso orgulho e satisfação de ter compartilhado tantos bons momentos virtuais com ele.

Adeus, Ryu.

por Luna Ishtar

É com grande pesar que digo adeus ao Ryunoken. Apesar de não ter tido um relacionamento mais direto com ele, como o Maxi e o Rafael tiveram, ou até mesmo conhecê-lo pessoalmente, sinto muito a perda de uma pessoa inteligente e muito bem humorada. Essa é a lembrança que tenho dele.

Eu o conheci através da Finalboss também, mas o que mais me marcou dele sempre foi o humor. Lembro de todas as tirinhas dele, os “Midbosses”, e eram hilárias. Ele e o Maxi eram dos caras que conheciam mais jogos obscuros que já conheci e gostei muito da proposta deles com a Warpzona.

Entrei pra equipe meio tardiamente, mas me senti muito honrada por poder fazer parte do WZ. Confesso que minha participação no blog foi muito mais esporádica e diversas vezes me peguei em dúvida sobre o que eu deveria postar ou não no blog. Bate um misto de culpa com arrependimento, mas tem certas coisas que não podemos mudar.

A notícia do falecimento dele veio de repente e acredito que nenhum de nós, mesmo cientes dos problemas de saúde dele, esperva isso. Foi uma grande perda pra todos nós, mas o que me conforta é que enfim o sofrimento dele acabou.

Sempre lembrarei dele, do humor e dos comentários com muito carinho, pois apesar de não ter sido uma amiga próxima sempre tive muito carinho pela pessoa que ele foi.

por Kaka

As pessoas costumam dizer que Brasília é um ovo e que aqui tem apenas três pessoas: eu, você e alguém que a gente conhece. Até antes de eu me tornar integrante do team Warpzona, o Ryunoken era esse “alguém que a gente conhece” pra mim. Engraçado como eu sempre esbarrava nele em todos os lugares nerds que eu ia, como sempre alguém com quem eu estava conhecia ele. Foi assim nas exibições de anime da UnB (onde pude ver de perto o N-gage dele); nas primeiras edições do Kodama (onde comprei um exemplar do Catuamangá, fanzine que uma colega minha do japonês e o Ryunoken, dentre outras pessoas, desenhavam); no VGL; quase foi no 1º IESB Game Day; e também foi assim quando me inscrevi no processo seletivo do Warpzona e, durante os contatos que ele tinha com as participantes, percebi que “ei, eu conheço esse cara”. Nesse meio tempo eu ainda o encontrei em uma parada de ônibus, vestido com a camisa do Vasco…

Me lembro do nosso primeiro encontro quando ele já não era mais “alguém que a gente conhece”, mas o “você” da equação brasiliense. A ideia era cobrir o HQ Maniacs aqui pro blog, mas o evento foi um tremendo FAIL. Nem tudo foi perdido, porém: Ryunoken narrou o desfile de “cosplayers” (na verdade, crianças vestidas de personagens da Disney) com a melhor imitação de Luciana Gimenez que já tive o prazer (?) de presenciar. Cousas assim se tornaram constantes em todas as demais vezes que voltamos a nos ver. Ryunoken sempre tinha uma aleatoriedade extremamente hilária na manga pra mostrar.

Quando eu joguei Final Fantasy VIII, lembro de uma parte que me marcou: é aquela quando o pessoal acha que o Seifer morreu e começam a falar dele no passado e o Squall surta. Aquilo me fez refletir sobre vida, morte e, dentre outras cousas, sobre o que as pessoas falariam sobre mim, usando os verbos no passado, quando eu morresse. Me colocando do outro lado, do lado das pessoas que falam, fico pensando o quanto é difícil reduzir em palavras uma pessoa que viveu, que andou, que sorriu, que fez piadas, que sofreu, que ganhou, que perdeu… um ser que agora é uma memória. Nessa dificuldade, eu penso que a memória que terei do Ryunoken é que ele foi uma das pessoas mais nerds, mais criativas e mais divertidas que tive a oportunidade de conhecer.

Pra finalizar, um quote dele sobre talvez a última vez que o encontrei:

“Perdeu quem não foi. Não pelo filme em si, mas por vários outros motivos: aranhas, cachorros fiéis, gatos indiferentes, relacionamentos, Nascar vs Indy, Futebol, Cookies, Metal Gear 4, Tibia, orientação sexual, a verdadeira história do Sonic, o que acontece no centro, autismo moderado, Justin Bieber e as mães do Crepúsculo, Harry Potter, baladinhas e liferulers, a vida, o universo e tudo o mais… Enfim, foram horas (até as três da manha!) de conversas tão rápidas, surreais e aleatórias que dava pra sair de lá tonto.”

Vou sentir muita falta disso :(

Entry filed under: Byte Papo, Matéria, Random. Tags: , , .

The Videogame People – Nova série… Será? Velhos Bons Tempos

12 Comentários Add your own

  • 1. André Ricardo Voidelo  |  novembro 11, 2011 às 2:37 am

    Poxa, e não é que eu tinha razão :c
    Bom, tenho certeza de que o André está em um lugar melhor agora.
    AH, e mesmo iniciado em 2008 e afins, nada humano dura para sempre afinal. O importante foi compartilhar tudo e aproveitar os momentos de alegria.

    Responder
  • 2. Cledson Cledman  |  novembro 11, 2011 às 6:45 am

    Putz cara! Que triste isso.
    Força para a família, amigos e entes queridos.
    Conversei com ele algumas vezes e sempre foi legal.
    Quanto ao blog, tb vai fazer grande falta.

    Espero que todos fiquem bem e que, com o tempo, a dor dê lugar a saudade.

    Obrigado por tudo o que vcs proporcionaram pra nós leitores.
    Abraços

    Cledson

    Responder
  • 3. Intentor  |  novembro 11, 2011 às 9:26 am

    O Ryu sempre foi um companheiro feliz, mesmo na adversidade. E é essa a visão que conservo dele, principalmente pelas duas vezes em que nos encontramos pessoalmente: sempre divertido e repleto de tiradas inteligentes.

    É triste saber do fim do WarpZona, blog que acompanho há tempos principalmente pelas discusões únicas que eram partilhadas neste espaço.

    Descanse em pax, Ryu. E tenham certeza de que deixou muitas saudades…

    Responder
  • 4. Sérgio Estrella  |  novembro 11, 2011 às 10:17 am

    O Andre participou em 2009 do Nintendo Blast como colaborador, sendo responsável pela coluna Outer N, que também apareceu em algumas edições da revista. Conversei com ele diversas vezes, um cara muito gente boa. É uma perda lastimável. :(

    Responder
  • 5. coffeejoerx  |  novembro 11, 2011 às 10:41 am

    Puxa vida, que triste. Uma pena, esse blog é muito bom.

    Responder
  • 6. Glauber Kotaki  |  novembro 11, 2011 às 3:05 pm

    Poutz, que bosta :(
    Meus pêsames sinceros, curtia muito a escrita dele, embora não fosse leitor frequente.

    Responder
  • 7. Iori Yagami™  |  novembro 11, 2011 às 4:21 pm

    O falecimento do Ryunoken não será sentido somente aqui no Warpzona. Tenho certeza que muita gente da comunidade gamer brasileira, em especial do Uol Jogos e do Finalboss, vai sentir a falta dele. Perdemos uma pessoa sagaz, inteligente demais, extrovertida e cheia de um ânimo contagiante.
    André Santos, descanse em paz e saiba que nós nunca esqueceremos de você. Nos veremos daqui a algum tempo, e quando eu chegar, quero ser recebido por uma tirinha sua, apenas pra matar a saudade. Nunca esqueceremos de você.

    Responder
  • 8. lgjOni  |  novembro 11, 2011 às 5:14 pm

    Como comentei no facebook… Em um post onde resgatei o midbosses onde ele relata o nosso primeiro encontro pessoal, junto com Setsuna, Diogenes, Alphazine e mDark, quando fomos comprar os ingressos pra VGL… O que fica para todos nós do Ryu, será sempre, a lembrança dos bons momentos, infelizmente, não sei como ou porque, não me aproximei mais dele, que foi uma das pessoas mais bacanas que conheci na internet, e morava ‘aqui do lado’, nesse momento sinto um pouco de remorso, por não ter se despedido dele com um forte abraço quando voltamos da BGS que era o que os amigos merecem e não com um simples aperto de mão e um até logo tão formais quanto efêmeros!

    Mas os bons momentos, são poucos, mas serão inesquecíveis, das conversas no MSN, das trocas de mensagens no mini-forum do finalboss, das poucas ligações e dos raros encontros ‘offline’…

    Adios Meu caro, descanse em paz!

    Responder
  • 9. Heider Carlos  |  novembro 11, 2011 às 10:37 pm

    É uma pena que ele tenha morrido. Mas devido ao estado de saúde é reconfortante saber que ele descansou de uma existência que estava sendo tão difícil.

    Pelos textos dele dava pra ver quão inteligente e simpático o André era. Deixou um presente pra todos que leram seus textos, e este blog é um exemplo perfeito. Descanse em paz.

    Responder
  • 10. Erika Kanamori  |  novembro 15, 2011 às 10:45 pm

    Acabei de ver a notícia através do facebook da Kaká, e quero deixar aqui uma homenagem ao Ryunoken.
    Apesar de não o conhecer pessoalmente, nem ser muito próxima a ele, foi através dele que eu tive muitas experiências legais na minha vidinha pacata.
    Há algum tempo, criaram um concurso aqui no Warpzona para eleger meninas que gostariam de escrever sobre games. Eu fiquei tão feliz quando consegui ser selecionada! rsrs Acho que foi o Ryunoken que veio com a idéia do blog se chamar warpgirls, neh?!
    Enfim, foi através do warpgirls que eu conheci pessoas maravilhosas, como a Kaká e a Mari (que escreviam no blog comigo) e o Rogério (que era um leitor assíduo do blog).
    Conheci Mari e Kaká numa campus party inesquecível, e descobri que o Rogério mora super pertinho de mim ahuahuah

    Obrigada Ryunoken! Que você esteja em paz, num lugar incrível! Um beijo no coração (>_<)

    Érika

    Responder
  • 11. BruceCOrp  |  novembro 16, 2011 às 1:00 pm

    Pessoal,

    A todos os amigos do André “Ryunoken” – Em tempo, realizaremos no próximo domingo 20/11/2011 às 10h00, um leilão com caráter totalmente beneficente pretendendo arrecadar apenas alimentos, para tal fim, disponibilizaremos em leilão alguns itens que o nosso saudoso André colecionou durante sua curta passagem por esta terra. Tais itens servirão como lembranças e ainda ajudaremos algumas pessoas mais necessitadas com cestas básicas, na foto abaixo tem o endereço par que possam baixar as informações do leilão bem como a listagem com os produtos ofertados. De antemão, obrigado a todos e por favor passem essa mensagem a todos os amigos do André Ryunoken.

    http://www.4shared.com/file/0dhY4FnW/LEILO_NERDSSRIO.html?

    Responder
  • 12. Pierri  |  novembro 30, 2011 às 4:28 pm

    Foram poucas as vezes que conversamos (eu sou o Spuma). Mas ao ler esse post foi fácil lembrar como o Ryunoken era um cara divertido. Pra quem estava de fora, como eu, que aliás só o encontrava mesmo no Finalboss (e mesmo isso há uns anos atrás), era impossível imaginar que ele tivesse problemas dessa magnitude.

    Adeus!

    Responder

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


warpfeed

WarpStats

  • 552,055 hits

Warptwitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.


%d blogueiros gostam disto: